Yunk Vino e Seu Rumo ao Estrelato: Uma Passagem Só de Ida.

by - 22 outubro



Uma nova geração de artistas do meio do “Plug” e do meio do “Trap” estão surgindo em 2019. Nomes como 
Lil VithMeno Todyyfg.daddy e suas respectivas ‘mobs’ estão conquistando centenas de milhares de visualizações em um período muito curto. Todos tem suas vivências colocadas em letras com métricas de rima muito bem elaboradas. Mas, a mixtape “Off”, do Yunk Vino, não sai da minha playlist, e isso já vem de algum tempo. Então, nesse artigo, vou tentar explicar o motivo das canções do jovem paulista serem tão viciantes e excêntricas.



É inegável que a maioria dos rappers de qualquer lugar do mundo se inspirem na estética e nas letras que bombam na cena internacional (até porque o rap surgiu por lá). Mas, Yunk Vino traz consigo, além de um pacote de boas melodias e fusões de Trap, Plug e R&B, um leque de estéticas musicais e visuais que o tornam único, tanto pelo ambiente sonoro que ele nos traz ou pelo auto-tune em perfeita sintonia com sua voz. E é sobre ele que iremos falar hoje.

No hit “YSL”, em uma primeira vez, chegamos a pensar que Yunk é um rapper americano, mas ao ouvirmos as palavras em português, conseguimos entender a “magia” por trás desse grande sucesso. Com um toque totalmente espetacular do produtor ‘TRXNTIN’ no beat, quanto pelos vocais e flow calmo que o artista impôs, “YSL” entra fácil na lista de “melhores músicas de 2019”. Com letras versáteis sobre todo tipo de situações do cotidiano, do mundo da música, de ambições, sonhos e até de gratidão pela família, a estreia de Yunk Vino na cena musical é quase um “pulo instantâneo” de um garoto que fez sua primeira música assinando como “Vinícius Unk”, para um rapper que se apresentará em um grande evento com gigantes nomes da cena nacional, além de um astro da cena internacional: Young Thug.


“Vlone like Bari, alone like me  
Headshot com esse rifle
Ligo o Trxntin, mata o beat
Ando só com gente freaky 
Só dois gelos nessa shit
4 gramas de haxi
Where is the licor? Fuck that bitch"
Sente o tom, sente o meu drip…”

- Yunk Vino no refrão de "YSL" 



Como o próprio artista já disse em entrevista, ele procura mesclar todos os elementos contidos no Trap, e na mixtape, isso é perceptível. Com músicas muito bem produzidas, Yunk consegue trazer vibrações surreais com um auto-tune muito bem regulado. Para termos uma noção do quão bem Y. Vino faz seu trabalho, todas as comparações são pelo lado positivo, diferente do que vem acontecendo com alguns grandes nomes nacionais, por exemplo, onde milhares de dislikes são atribuídos pelos próprios fãs que alegam constantemente que os rappers tentam imitar a estética vocal de rappers internacionais que dominam o mainstream.
O jovem paulista está em uma notável acensão, tendo feito trabalhos com grandes nomes da cena em projetos, e merece todo o sucesso que está por vir. Seu perfil como artista já conta com mais de sessenta e três mil ouvintes mensais no serviço de streaming Spotify. Trabalhando constantemente e conquistando fãs a cada lançamento, Yunk Vino é a cara da nova cena “Trap”/”Plug” brasileira, e com isso, podemos esperar futuramente novos artistas que se inspirarão no dono da mixtape “Off”.


Clique aqui e ouça a mixtape “Off”.

Você Pode gostar de Flagrar também:

0 Comments